Dia Mundial de Luta contra os Agrotóxicos é lembrado pela Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida

Dia Mundial de Luta contra os Agrotóxicos é lembrado pela Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida

 

No dia 3 de dezembro é comemorado o Dia Internacional do Não Uso dos Agrotóxicos e a Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida, convocou todos os brasileiros para irem às ruas e unidos, exigirem comida sem veneno.

O objetivo da Campanha é demarcar a data nacionalmente, mostrando que a luta contra os agrotóxicos se vincula a um governo progressista e às ideias da reforma política e participação popular. Foram realizadas aulas públicas, panelaço, panfletagem, além de uma “feira dos envenenados”.

A data foi estabelecida pela Pesticide Action Network (PAN) em memória ao desastre ocorrido na cidade de Bophal – Índia, quando vazaram 40 toneladas de gases tóxicos utilizados na elaboração de um praguicida da empresa norte-americana Corporación Union Carbide. Mais de 500 mil pessoas, a maioria trabalhadores, foram expostas aos gases, com morte de cerca de 10 mil. Estimativas indicam que 150 mil pessoas ainda sofrem de doenças crônico-degenerativas causadas pela exposição aos gases letais. O destrate químico foi considerado o pior da história.

O Brasil, desde 2008, vem ocupando o lugar de maior consumidor de agrotóxicos no mundo. São grandes os impactos à saúde pública que afetam diferentes grupos populacionais, como trabalhadores rurais, moradores do entorno de fazendas e todos aqueles que consomem os alimentos contaminados. Uma alternativa para esse modelo de agricultura baseado no uso de venenos e insumos químicos é a adoção de práticas Agroecológicas. 

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.