Agricultores familiares de Campo Alegre de Lourdes apresentam produtos para a comissão local do PNAE

Na última quarta-feira, representantes das comunidades Lagoa do Gado, Lagoa do Pedro e Barreiro do Espinheiro, da zona rural do município de Campo Alegre de Lourdes, participaram do processo de apresentação de seus produtos, oriundos da agricultura familiar, na segunda etapa do processo para a contratação como fornecedores pelo PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). O encontro consiste na análise dos itens por uma comissão montada pela prefeitura, a fim de garantir a qualidade dos alimentos que serão oferecidos aos alunos da rede municipal de ensino.

Os agricultores e agricultoras que compõem esses grupos já haviam sido aprovados em uma primeira etapa, com assinatura da ATA que ratifica que eles possuem os requisitos para ingressar no Programa. O convite para a apresentação à mesa avaliadora atesta o reconhecimento à capacidade desses trabalhadores e a qualidade de sua proposta. A boa origem de alimentos como legumes, frutas, folhosos, hortaliças, raízes, grãos e tubérculos, além de produtos beneficiados pelas próprias famílias, como polpas, pães, bolos e biscoitos, garantem merenda boa e nutrição rica e diversificada, adequada ao desenvolvimento dos estudantes, além de serem livres de venenos e valorizarem o trabalho campesino.

O processo foi acompanhado pelo SASOP e, para o técnico Franzé, a comemoração é especial porque há muito tempo se aguardava a convocação deste edital em Campo Alegre de Lourdes.

“Nossa prática anterior acompanhando o PNAE em outros locais tem sido bastante exitosa e ver o começo dessa nova trajetória já representa uma vitória muito grande. São valores ainda tímidos, diante do tamanho do programa, mas os grupos ficam contentes porque são relevantes para as famílias e os insere em um contexto novo, em que começam a adquirir mais experiência”, afirma Franzé.

As comunidades participantes são atendidas pelo SASOP por meio do Pró-Semiárido, um projeto do Governo do Estado, executado pela CAR/SDR e cofinanciado pelo FIDA.

Deixar uma resposta