SASOP assessora 52 comunidades de Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado com investimentos do Projeto Pró Semiárido

SASOP assessora 52 comunidades de Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado com investimentos do Projeto Pró Semiárido

 

Cinquenta e duas comunidades dos municípios de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, no Território do Sertão do São Francisco, estão sendo beneficiados com investimentos do Projeto Pró Semiárido. As comunidades estão divididas em 13 territórios rurais, que agregam quatro comunidades em cada um deles. Durante os primeiros meses de execução, o projeto possibilitou levantar os temas de atividades produtivas que as comunidades desejam implementar para geração e autonomia de renda.

De acordo com o coordenador do projeto, Paulo Leite, a criação de abelhas e criação de caprinos e ovinos foram as principais atividades escolhidas para a construção dos planos de investimento. As duas exceções foram na comunidade Tamanduá, em Pilão Arcado, onde o grupo de 20 pessoas decidiu pela produção de biscoitos e sequilhos; e na comunidade do Brejo, onde o clima é um pouco diferente do restante do Território, e, por isso, o grupo optou pelo beneficiamento da cana que é cultivada em toda a região, para produção da rapadura e da cachaça brejeira. A aplicação dos investimentos será feita pelas associações locais e fiscalizadas pelas comissões de controle social, com representantes escolhidos pelas próprias comunidades.

Esta primeira fase do projeto, de elaboração dos planos de investimento e organização das comunidades,  deve ser finalizada agora no mês de junho. Na próxima fase do projeto, o SASOP continuará como entidade de assessoria, apoiando e acompanhando as comunidades com formações em Agroecologia, associativismo e convivência com o Semiárido.  

O Pró Semiárido é um projeto da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, do Governo do Estado, executado por organizações da sociedade civil que atuam no Semiárido baiano. A iniciativa é parte integrante de um conjunto de compromissos do Estado para seguir avançando na erradicação da pobreza, levando serviços e investimentos diretamente para a população, a partir de um acordo de empréstimo firmado com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), da Organização das Nações Unidas (ONU).

Entre as ações do Pró Semiárido estão Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) contínua e especializada; Fomento às atividades de segurança hídrica e de produção sustentável; agroindustrialização e comercialização da produção; acesso às políticas públicas para o meio rural e a agricultura Familiar. As atividades são desenvolvidas com base nos princípios da Agroecologia e da convivência com o Semiárido.    

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.