Organizações da sociedade civil lançam Observatório da Alimentação Escolar

*Com informações do site: https://alimentacaoescolar.org.br/

Uma articulação entre organizações do campo da Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e da Educação lançou nesta quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021, o Observatório da Alimentação Escolar (ÓAÊ). O objetivo do ÓAÊ é ampliar a escuta, as narrativas e o diálogo com estudantes e suas famílias, agricultoras e agricultores familiares, além de membros de conselhos que atuam com a Alimentação Escolar. A ideia é mobilizar de forma permanente a sociedade para a defesa da Alimentação Escolar como um direito universal de todos/as estudantes da rede básica de ensino, a oferta de alimentação adequada e saudável, a garantia das compras públicas da agricultura familiar, e a participação social ativa e informada.

Por meio do Observatório, pretende-se ampliar o debate público sobre o PNAE a partir da pesquisa, da organização de subsídios para a incidência política, e da valorização da voz dos/as estudantes, seus responsáveis, e agricultores/as familiares, com especial atenção à juventude e às populações negras. Ele passa a ser uma peça importante para fortalecer os espaços formais de participação como é o caso dos conselhos de alimentação escolar (CAEs), de segurança alimentar e nutricional (Conseas) e de educação (CEs), mas sobretudo o engajamento da juventude em cada escola pública do nosso país.

Seu comitê gestor é formado pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação (Campanha), pelo FBSSAN, MST e a ActionAid com o apoio da Rede de Mulheres Negras para a Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Sua implementação é resultado da convergência de processos de mobilização e incidência de movimentos sociais e redes do campo da soberania e segurança alimentar e nutricional (SSAN) e da educação, que se uniram em defesa do PNAE no contexto da pandemia do coronavírus, e que seguirão unidas em um cenário de constantes ameaças e desmonte de políticas públicas fundamentais para a garantia do direito humano à educação e à alimentação adequada e saudável (DHANA).

Saiba mais no site do Observatório da Alimentação Escolar

Deixar uma resposta